segunda-feira, abril 07, 2008

A musa


A musa
by.Queiroz


A musa é aquela que em primeiro lugar, você não respeita.


Satisfaz todos os seus desejos sem questionar. No meu caso sempre com a direita.

Não digo as musas do dia a dia que aceitam trocar algumas palavras com você.


Não é.

A verdadeira musa é aquela intocável.


Quer uma razão? Talvez seja uma pessoa que você viu numa revista ou na televisão.

Então, não existe musa que você possa ver de perto?

Existe, mas tocá-la, nunca, pois aí deixa de ser musa e passa a ser uma pessoa com nome, endereço e telefone.
Muito vago.
Ah, musa é como a fumaça saída dos lábios intocáveis que eu falo.
Musa é aquela que te acusa de ficar muito tempo a fitando.
Musa é aquela que faz você ficar queimando no sol sem proteção, enquanto ela está se bronzeando.
Musa é o desejo de atenção no ritmo da pulsação que você teve em um segundo.
A musa não pertence a esse mundo.
Mas, se você a conquista, deixa de ser musa,
vira conspiração,
vira disputa para entrar primeiro no banheiro,
vira discussão por coisa boba
vira esgrima com seu time
Te deprime pela falta de respostas.
Mas, quem não gosta?
E ao remeter seu simples toque
vira realidade e não há quem troque por uma simples ilusão de ter uma musa.
Mas, quem recusa os encantos de uma musa? Não por que recusa mulheres de verdade.
É que sonhar é salutar,

e a musa fará o que você quer sem questionar o que é mentira ou o que faz parte da realidade.


foto: Juliana Goes.
poema: meu mesmo escrito com a mão direta.

6 Comments:

Blogger Ana said...

Nossa, Queiroz, poema perfeito!
Tô adorando esta série... poética, inspirada... Razão x Inspiração? Dialética constante, paradigmas que se rompem, paralelas que se alcançam...
Bjos
Ana
www.mineirasuai.blogspot.com

10:41 PM  
Anonymous QUEIROZ said...

Obrigado Aninha. São comentários assim que me animam prá escrever mais e mais.

Beijos

11:52 PM  
Blogger Luma said...

Nossa! Quanta inspiração! Digna de uma bela musa!! E eu pensei que as musas eram da esquerda. Vivendo e aprendendo!! Beijus

11:54 PM  
Anonymous Anônimo said...

Nobre colega, percebo o toque de vinicios, a magia de carlos drum.
muito além do amigo rapper que conheci.
tb, vi uma musa tão linda, que guando veio falar comigo, de tão surdo, mudo, e abestalhado fiquei que meti a mão na cara de um homem na rua, fazendo o sinal para um onibûs passar, verdade.
A musa era tão real, tão real, que não acreditei que era real aquele momento, e por coisas que não se explicam nunca mais voltei a falar com ela,não me arrependo, me arrependo sim, mas hoje tenho alguém e ela é especial pra mim.
Musas e homens bonitos existem, saber se vale apena tocá-los é aonde se encontra o sonho,o amor, a realidade e tudo que seu lindo poema diz, gostei muito,parabéns.
Mas uma coisa eu digo gostaria de ser amigo dela ela parecia uma boa pessoa e eu era apenas uma criança,que pena, as vezes me pergunto porque você fala com ela toda semana e eu não.
A musa existe e eu a vi, era pura, linda e com um perfume,intocável pela inconstância desse mundo.

da caverna tricolor
seu eterno amigo julio
estou melhor obrigado pelo apoi meu amigo!!!

6:14 PM  
Anonymous QUEIROZ said...

Bem, Luma dependendo da ocasião, tanto da esquerda quanto da direita.He, He.

E Julio, se vc tá falando da chefia, realmente ela pode ser sim considerada musa. Mas, no meu caso uma grande amiga.

8:32 PM  
Blogger Ju*estrela* said...

As coisas [a musa e o deus grego] inatingíveis/intocáveis nos dão sensações de contentamento diferentes... algo mais mágico. Mas nada que substitua as coisas [a mulher e o homem] reais.
Tudo o que é bonito é pra se admirar!

BeiJus* Queiroz!

2:07 PM  

Postar um comentário

<< Home