domingo, dezembro 07, 2008

Os Melhores de 2008

by.Queiroz


CINEMA

filme brasileiro


O filme mais visto de 2008 não é um filme policial de impacto e criador de jargões, críticas severas, e pensamentos de estrema direita. Não, tão somente a estória de um rapaz de classe média envolvido com o tráfico de drogas. Selton é João Guilherme Estrela, músico e produtor musical, que durante sua boa juventude pulou de simples viciado para boi de piranha de traficantes. Ao invés de juntar dinheiro para ter uma vida boa, o rapaz oriundo da classe média carioca, gasta tudo em festas e viagens a outros países, tendo uma vida desconfortável no fim das contas. Fazendo aqui um paralelo, o filme tem um que de “Cazuza”, por retratar o seio familiar, e a imagem da mãe vendo seu “filhinho”, se envolvendo com o lado ruim da vida. O filme mostra cenas da infância do Joãozinho, torcendo por seu time de coração, pula para o início de sua adolescência, entregando jornal andando de skate e fumando maconha numa rodinha de amigos e pula para uma festa. Entendi que as imagens de infância seria uma maneira de dizer às mães e pais, que aquele poderia ser o filho deles, mas pouco tempo no filme para que houvesse um certo apego a esse detalhe. A fase do início da adolescência, até que foi bem retratada, o núcleo jovem se sai muito bem. O grande problema do filme seria o fato que a dependência química do João, é inexistente no período de abstinência, e seu quadro de saúde é o mesmo de alguém que simplesmente decidiu deixar de tomar café. Já o quadro de saúde do pai fumante do João, é retratado com muuuuito mais fidelidade, do que do protagonista viciado em cocaína. E em certas passagens do filme achei os cortes muito ruins. Fora isso o filme é bem narrado e divertido, e se exime da responsabilidade social retratada em Tropa de Elite, e foca mais na figura do viciado e das conseqüências de seus atos, como a perda da liberdade, processo judicial, e talvez deixe até mais claro do porque do envolvimento da juventude com as drogas, algo que no Tropa, ficou só como um argumento para retratar a responsabilidade do viciado no crescimento da criminalidade. Destaque para Sofia (Cléo Pires) as pernas mais bonitas que já vi numa tela de cinema até hoje.



filme estrangeiro


A exemplo de Homem Aranha 3 no ano passado, mais uma vez um filme baseado em um personagem dos quadrinhos é o campeão das bilheterias brasileiras esse ano. Chegando a um patamar de bilheteria que só vê o Titanic a sua frente, Batman, O Cavaleiro das Trevas ou The Dark Knight (na tradução literal O Cavaleiro Negro), tem uma respeitável qualidade em termos de filme de ação, até porque, Nolan (diretor), preferiu usar as ruas de Chicago do que apelar para algum CGI, e mesmo as que faz uso desse recurso é imperceptível, como a cena do salto do Batman no arranha céu na China. Qual é a grande diferença entre o Batman desse filme para o Superman de Richard Donner, além das óbvias é claro? Eu digo que o Superman, era uma visão otimista do mundo, mesmo quem ninguém disponha de suas capacidades, há uma crédito que há de se dar à humanidade: “Eles são boas pessoas Kal-El...”. Já o Batman vai no ritmo da onda pessimista que assolou a sociedade. Como muito foi bem dito por Carlos Lopes no site O Martelo: “Daí nasce um acordo entre o incorruptível tenente James Gordon (Gary Oldman) e Batman: que o mascarado será tratado como criminoso para dar sustentação à uma sociedade que não consegue viver sob o fardo da verdade. A mesma não existe nos lares de Gothan City. A mesma escuridão que é a essência de nós mesmos”. Texto completo: http://www.omartelo.com/cinema.html Mas, muito embora eu concorde com o Lopes, creio que se não fossem esses elementos contraditórios, que Batman, seria mais um filme de HQs, como outro qualquer. Se você quer final feliz, assista o Homem de Ferro. Mas, porque contar o final não faz a menor diferença? Por que ainda existe um Às na manga, porque não dizer um Coringa. Surpresos e inconformados com a morte precoce de Heath Ledger, os fãs (tanto do ator quanto do personagem dos quadrinhos) não podem duvidar que isso não influiu em nada para as pessoas que assistiram ao filme. A partir do momento que Heath Ledger, muito bem caracterizado, adentra a sala de reunião dos gangsters de Gothan City com sua risada bizarra, aquele é o Coringa, é de quem a gente ri e sente ódio, se tornado um dos maiores vilões da História do Cinema. Que mané gás do riso? O cara usa um punhal mesmo. Que produto químico, o que? O cara pinta a cara por vontade própria para fazer seu circo de horror. Ledger não é só o Coringa nesse filme, ele é Hannibal Lecter, Jigsaw, Mr.Glass, é Kevin Spacey em Se7en. Mas, não é uma versão completamente destoada dos quadrinhos, por exemplo, A piada mortal, clássico das grafic novels, é muito bem citada na trama. Você acredita nele numa cena, e na seguinte descobre que ele contou uma mentira. E isso tudo faz parte do plano.


Resenha completa:



O podcast mais engraçado do ano, segundo o voto popular do Prêmio Podcast 2008, e creio eu de todos tempos é o nerdcast. É formidável criar um site para falar das coisas que mais curte da cultura pop, e no fim das contas se tornar um ícone da cultura pop. Esse ano também, o site Jovem Nerd foi prestigiado com o Prêmio I-Best (Melhor Podcast-Voto Popular, Melhor Blog/Humor, Melhor Blog/Notícias). Com a criação de camisas, bottons e canecas, fruto de brincadeiras e idéias surgidas nos nerdcasts, Alexandre Ottoni, O Jovem Nerd, e Deive Pazos, conhecido como Azaghâl, O Anão, apelido baseado em um personagem criado na obra literária de J.R.R. Tolkien, acabaram criando nas suas discussões na roda de amigos uma fonte de lucro. É a cultura nerd brasileira mostrando a sua cara. http://jovemnerd.com.br/


Outro site que merece destaque é o também ganhador do Prêmio Podcast 2008, Cinema com Rapadura, na categoria Cinema com o seu RapaduraCast, na votação popular. Os Cearenses Jurandir Filho e Raphael Santos, contam na sua equipe ainda com o falante Thiago Siqueira e o gaúcho Maurício Saldanha, no time de titulares das discussões acaloradas e apaixonadas sobre os lançamentos cinematográficos da semana. Não se limitando a uma linguagem óbvia, resolveram dentro do formato do podcast de cinema, criar em cada programa novos formatos, como é caso o Rapadurabox, que é sobre trilhas sonoras preferidas de cada um dos participantes. Interagindo de forma mais honesta com os leitores e ouvintes, eles chegaram a criar o Rapadurafone, um quadro dentro do Rapaduracast em que os apresentadores do programa ligam para os leitores/ouvintes, com a finalidade de fazerem perguntas sobre cinema, e com os acertos das perguntas darem prêmios. Por fim, quero destacar uma idéia fabulosa e original do Maurício Saldanha que é chamada Cabine Celular. Maurício levar um celular com câmera para o cinema, e liga quando vão subindo os créditos ele passa suas impressões sobre a sessão, sem dizer nenhum spoiler. Após devidamente gravados ele passa para o formato do YT e posta no rapadurablog, misturando sua filmagem feita com a que fez no cinema com o trailer do filme ao qual assistiu. Eitá rapadura boa!! http://cinemacomrapadura.com.br/




TEATRO

Esse ano assisti lá no Teatro Carlos Gomes a peça Sete. Com a linda e ótima cantora e atriz Alessandra Maestrini.





TELEVISÃO




CQC

“Na televisão, nada se cria, tudo se copia", já dizia Chacrinha. Verdade, as fórmulas de programas de TV são antigas, e nos últimos tempos, o único que tinha uma fórmula nova, era o Re [corte] cultural que não é mais transmitido. O mesmo vale para o humor, e assim o programa CQC, que mistura piadinhas de mau gosto, abordagens a celebridades e a reportagem investigativa, que expõe mazelas como funcionários fantasmas. O humor burro misturado com o inteligente, pois impor limites não tem a menor graça.




Olhos de ressaca


É incrível quando sonhos tomam forma e se tornam realidade. Numa seqüência extraordinária de imagens pude reconhecer cada trecho do livro de Machado de Assis, no trailer abaixo:

1.° Capítulo da série:


Capitu - Abertura from Carlos Bêla on Vimeo

Quando a série Capitu começa o que se vê é um metrô grafitado e o que se ouve é Voodoo Child do Jimi Hendrix. No interior do trem vemos Michel Melamed caracterizado como Dom Casmurro, tal o Drácula interpretado por Gary Oldman, de cartola e óculos espelhados, e as primeiras linhas de Do Título, falando do porque do apelido de Bentinho que dá título ao livro. O 1.º capítulo da série, cobre pelomenos 23 capítulos da obra de Machado de Assis. Do Título à Prazo dado, obviamente mas para teatro do que TV e cinema, a série tem um Dom Casmurro de olhos lacrimosos, nos encarando e proferindo palavras de vocabulário rebuscado. O tema da personagem Capitu, Elephant gun do Beirut é de arrepiar, caiu muito bem na série. Na fase jovem da Capitu, temos Letícia Persiles, e é lindo ver a personagem com tatoos. E God save the Queen ser o tema da Dona Glória é demais, rsrs. Mas, O ator da série é sem dúvida César Cardadeiro, ele manda muito bem na pele do Bentinho.


http://www.myspace.com/beruit



Mas, com uma idéia extraordinária dessas porque não manda – lá paras as telas de cinema, com tanto filminho chulé que a própria emissora tem mandado para as telas, pq não esse deleite que é Capitu?

FUTEBOL


O Flamengo começou muito bem, mas acabou mortinho no final do Brasileirão


Conforme a tradição os Rubros-Negros torcem pelo Flamengo no Domingo e pelo Bacalhau na Segunda.





MÚSICA



Em tempos em que a vida pessoal de qualquer ator tem mais importância que a sua carreira, não era de surpreender de que isso acabasse infelizmente consumindo o mundo da música. No ano passado independente de venda de disco ou o que fosse, para mim a melhor coisa que tinha surgido na música era Amy Winehouse. Esse ano ela resolveu abusar da tal “proteção” que de certo os roqueiros tem de poderem fazer o que bem entenderem de suas vidas e isso não interferir em sua carreira musical, vide o Axel Rose, lançando o tal Chinese Democracy, na boa. Caricatura em filmes, programas humorísticos brasileiros e uma preocupação constante de seus fãs, Amy parece que quer se despedir desse mundo logo aos seus 25 anos. Eu acho uma pena. Mas, já que se trata de uma visível indecisão e ela pretende ainda polemizar e deixar as pessoas ainda muito admiradas com seu talento.




E falando em termos de Brasil, fora o DVD da Cláudia Leite, nada surpreendeu esse ano fora o namoro de um casal de músicos de idades “incompatíveis”. Se eles esperassem apenas 2 anos não faria a menor diferença. Pergunto: 2 anos fazem diferença? Ou melhor, 14 anos fazem?





MULHER

…melancia, moranguinho, jaca, melão, filé, maçã, etc. Bons eram os tempos que as musas tinham nome: Maite Proença, Malu Mader, Luiza Brunet, sabe? Não que essas não tenham, mas acaba que você fica imaginando qual será a próxima. Mulher Bacalhau talvez. A minha preferida é a Andressa Soares.




E na gringa o destaque fica com a candidata à vice presidencia dos Estados Unidos da América, Sarah Palin.


POLÍTICA



Barack Hussein Obama II, não é só o primeiro afrodescendente que ocupará o cargo de Presidente dos EUA. Ele é o simbolo da realização de postulados útopicos de gerações, que sofrem por décadas de injustiças. É um exemplo de bom carater, daquele que venceu. Se ele dará resposta a altura de tudo que esperam dele, não sei. Para outros é apenas mais alguém que está ocupando o cargo político mais importante do mundo, e que cuidará dos interesses de seu país e mais nada. Fico com a parcela que crê que ele terá uma relevância mundial.

Então é isso aí galera volto a postar ano que vem e que todos tenham um Feliz Natal & um Própero Ano Novo !!!

p.s. Eu escrevo também no site: http://www.movieyou.com.br/voce/

7 Comments:

Blogger Ana said...

Porra Queiroz, assim vc me deixa deprimida, cara. Hj é dia 11, ainda faltam 20 pra terminar o ano, e vc já me vem com RETROSPECTIVA???
Me recuso a ler. Só dia 02 de janeiro, se não estiver de ressaca. ok?
rs
Beijo quérido.
Ana
www.mineirasuai.blogspot.com

12:20 AM  
Anonymous QUEIROZ said...

Que engraçadinha.

Beijos Aninha

8:57 AM  
OpenID luzdeluma said...

Queiroz, venho depois com mais calma ler a sua postagem. Agora estou passando rapidamente somente para lhe desejar um feliz natal! Não sei se comemora a data, mas enfim, que o sentimento fraterno que um dia nos uniu, permaneça por bastante tempo, se possível, para sempre!! BEijus

6:03 PM  
Blogger looT said...

A série não conheço mas os Beirut são formidáveis adoro-os.

Feliz Natal!!!

Abraço

4:59 PM  
Blogger Mariana Acaue said...

Olá Meu Parceiro!!!

Vi a retrospectiva só hoje...hihihi Excelentes lembranças.

Muito Obrigada pelas contribuições no MovieYou e por ter dito que eu não sou só um rotinho bonito? hauhaua

beijocas

Mari

11:57 PM  
Anonymous QUEIROZ said...

Esse ano vai ser bom Mariana.

Pelomenos em matéria de cinema tenho certeza.

Beijos

11:57 PM  
Anonymous Anônimo said...

http://iphonewild.net/ http://www.iphonewild.net/

acne scar treatment
best acne treatment
acne.org
how to get rid of acne scars
acne scars
acne.org
how to get rid of acne scars
cystic acne
acne treatment
acne treatment
acne scar treatment
acne.org
acne treatment
adult acne
acne.org
baby acne
cystic acne
acne scars
how to get rid of acne
acne treatment
http://cystic-acnetreatment.webs.com/
http://creditcardconsolidationloans.webs.com
Tbilisi Hotel
best online dating sites
papaswingeria
http://newyorkshark.org
scary maze game 4

2:18 PM  

Postar um comentário

<< Home