quarta-feira, maio 06, 2009

X-men Origens: Wolverine

by.Queiroz




O Wolverine é um personagem que sempre foi agraciado por respeitarem ele no cinema. Na trilogia X-men, a preferência por ele chegou a um ponto de torná-lo o protagonista, mesmo não deixando de lado a questão do preconceito, tema central de X-men, sempre sugeriu que dentre aqueles personagens tão interessantes apresentados, que poderiam se bem explorados dar bons longas metragens separadamente, sem dúvida, Wolverine, provavelmente seria a garantia de uma bilheteria, tão impactante quanto a do filme do Morcego da Distinta Concorrência. Ocorre que, a campanha de marketing, não foi tão interessante quanto as habituais, há opiniões controversas tanto de críticos que já viram o filme, quanto internautas que já tinham baixado o filme e expressado sua opinião negativamente, sem falar no X-men 3, já não tinha agradado aos fãs mais ardorosos. Então, no fim das contas o filme demorou a ser lançado, pois não pode aproveitar o hype de outros 2 grandes personagens da Marvel (Homem de Ferro e Hulk), e um pós- Watchmen, e não ter tido o cuidado de ser lançado no mês das férias. Chegamos ao dia de hoje, com X-men origens: Wolverine, a frente das bilheterias, com Hugh Jackman visitando o Brasil para divulgar o filme, com direito a camisa autografada por RONALDO. Sobre o filme, achei que faltou aproveitar bem as etapas da vida do Wolverine. Por exemplo, quando via os trailers, as cenas de guerra provocaram uma boa expectativa, e no filme serve apenas como uma das cenas dos créditos iniciais. A beleza de Lynn Collins, na pele de Kayla, agrada e compensa e muito o fato dela não imprimir convencimento na sua interpretação, até porque o roteiro não ajuda, principalmente pela virada no final do filme. Liev Shreiber realmente surpreende, até porque sempre achei a atuação dele um tanto esquisita, olhando para o nada, como se tivesse sempre sedado. E já como o bombadão Dentes de Sabre, ele tem aquela cara de mal, um olhar convincente, e o efeito especial dele se movendo como se fosse um tigre me agradou. Outra coisa que me agradou foi o Ciclope “Bart Simpson”, que demonstra ter um poder realmente ameaçador diferente da trilogia X que esculachou o pobre do rapaz. Tenho dúvidas se o ator Patrick Stewart realmente participou da filmagem ou se aquele era CGI, de tão falsa que pareceu a cena em que aparece o Prof. Xavier. Há falhas tão bobas de roteiro, como a do Wolverine preocupado com os mutantes em uma cena, para depois virar as costas e ir embora, por causa de uma decepção amorosa. E o porque dele perder a memória sendo contado antes, é um anti clímax brabo. Saber certas coisas antes do protagonista, porque um personagem do filme contou, é muito chato. O que pega é que a Fox, quer produzir filmes que funcionem com o público, esquecendo que o essencial é contar uma estória que dure na memória, e não algo que acabará junto com a pipoca. Afinal se a pessoa vai comprar o DVD, produto, tão rentável quanto o cinema, há de se fazer o melhor possível, ex. Homem de Ferro. O filme não foi realizado para os fãs dos quadrinhos, apesar das evidentes citações. A intenção mesmo foi fazer um prequel dos consagrados filmes de Brian Singer. A pessoa pode comprar o DVD do filme do Wolverine mais X-men, O filme e X-men II, e ter em suas mãos uma boa trilogia.

4 Comments:

Blogger Zaboobs e Saulicios said...

Wolverine ofende em alguns aspectos e realmente deixa a desejar...como comentei lá no meu blog na minha opinião o filme foi mal contado e muito mal aproveitado com cenas desnecessárias e certas coisas que prefiro esquecer, vi o filme como eu vi o DragonBall, imaginei um Wolverine de outra dimensão...

Abr,
Zaboobs

3:10 PM  
Anonymous QUEIROZ said...

Eu ouvi um papo muito divertido no nerdcast 160, apontando todos os erros ridículos do filme. Abaixo alguns pontos:

O primeiro: O que Wolverine fazia naquela equipe especial além de olhar indignado as atrocidades daquele grupo?

Pq não colocar cenas de ação dentro de um contexto de roteiro? Cenas do Blob e Gambit inúteis. O cotovelada foi de f#der a alma.

Projeto secreto Arma X, 10 em romano. Que besteira!! E Wolverine só foi usado para fazer o Super Mutante, algo que apagaram da memória dele nas sequencias, pq um exercito de Deadpools na mão dava para chacinar todos os mutantes, melhor que um cérebro.

BALA DE ADAMANTIUM???? E pq? Mas porque? Não pode o Dentes de Sabre usar adamantium? Explica as coisas óbvias e as difíceis deixa para lá. Não dá!!

Prof. Xavier? Era ou não era CGI???

Cenas finais pós créditos: A mão do Deadpool toca na cabeça decepada e o Deadpool abre os olhos!!!! Tá de sacanagem!!! E a que vi a da birita; "Bebe para esquecer? Não bebo para lembrar". Antes fosse uma cena mostrando ele começando seu bico de luta livre naquela grade que aparece no X-men, O filme. Seria mais aceitável.

Enfim, o trailer dá de mil no filme, pois lá vimos todas as boas ideias não aproveitadas em câmera lenta.

Valeu!!!

p.s. Penso em boicotar os filmes da F#X, eles não tem respeito nenhum pelos cinefilos, fãs de quadrinhos ou quem seja.

8:53 PM  
Blogger looT said...

Pois parece que a FOX andou a meter o dedo e só fez asneira. Era um personagem que merecia mais merecia um melhor filme. Mesmo assim já saíram coisas bem piores.

Concordo contigo no que toca ao dentes de sabre que está soberbo.

abraço

3:46 PM  
Anonymous QUEIROZ said...

Eu como eu disse no post, a Fox tem essa fórmula capenga que duar durante a exibição do filme, mas quando as luzes se acendem nada é aproveitável. Já temo por Homem Aranha 4, o que será que eles vão aprontar com o Amigo da vizinhança?


Valeu Loot

9:35 PM  

Postar um comentário

<< Home