quinta-feira, julho 14, 2005

O velho e o moço

Composição: Rodrigo Amarante

Deixo tudo assim
nao me importo em ver
a idade em mim
ouço o que convem
eu gosto é do gasto

sei do incomodo
e ela tem razão
quando vem dizer
que eu preciso sim
de todo o cuidado

e se eu fosse o primeiro
a voltar pra mudar
o que eu fiz
quem então agora eu seria

ahh tanto faz
e o que nao foi nao é
eu sei que ainda vou voltar
mas eu quem será?

deixo tudo assim
nao me acanho em ver
vaidade em mim
eu digo o que condiz
eu gosto é do estrago

sei do escandalo
e eles tem razão
quando vem dizer
que eu nao sei medir
nem tempo e nem medo

e se eu for o primeiro
a prever e poder
desistir do que for da errado

ahhh olha se nao sou eu
quem mais vai decidir
o que é bom pra mim
dispenso a previsão

ahhh se o que eu sou
é tambem o que eu escolhi ser
aceito a condição

vou levando assim
que o acaso é amigo
do meu coração
quando falo comigo
quando eu sei ouvir

3 Comments:

Anonymous QUEIROZ said...

"e se eu fosse o primeiro
a voltar pra mudar
o que eu fiz
quem então agora eu seria"

A frase tinha quer ser: COMO AGORA EU ESTARIA. Nada contra a composição, é que se fosse assim se enquadraria perfeitamente na minha vida. Não tenha que reclamar afinal: "tanto faz
e o que não foi nao é".

6:09 PM  
Anonymous Nanda said...

Oi querido,
Também passei um ótimo dia ontem...mas hoje estou péssima...
e ai rola um chatzinho de novo qdo?
Beijos

7:03 PM  
Anonymous bruna said...

Muito bom!
Música ótima, muito bem escolhia... rsrsr e eu, suspeita a falar!

Bjos!

1:24 AM  

Postar um comentário

<< Home