quarta-feira, novembro 02, 2005

"Ontem já era"

by Queiroz

Feriadão esse... Chuvoso que só. Ontem resolvi deixar de lado minha bela São Gonçalo e passear pelo centro do Rio. No caminho pensei, que o melhor lugar p/ ficar o dia inteiro sem fazer nada era a Mega Store da Saraiva. Lá vc pode ler o livro que quiser sem problema, sem falar na loja de discos lá no segundo andar. Lá tem um sofá p/ gente ficar jogadão lendo, peguei primeiro um livro cujo o título era “Quem matou Che Guevara?” Era um relato confirmando que o delator de Che Guevara era brasileiro. Li um pouco e não gostei muito. Fui pegar um livro de bolso que falava de anarquia. O autor discute no livro que a idéia o anarquismo violento não seria o verdadeiro anarquismo e que este estaria com seus fieis seguidores nos primeiros filósofos escritores sobre o assunto e no anarcopacifismo e anarcosindicalismo. Ouvi umas coisas na loja de disco no 2° andar como o novo dos Los Hermanos, O acústico do Rappa, com Maria Rita cantando Rodo cotidiano, o disco novo da própria Maria Rita, uns discos de rap gringo De La Soul, Dizzee Rascall e a trilha sonora de Wild Style. Sai de lá e fui p/ Paço Imperial, entrei na loja de discos, estava tocando chorinho. Tinha uma garota bonita numa prateleira de disco fui pro lado dela, mas fiquei tímido e não puxei papo. Muita Mpb, mas tinha Raul Seixas, eu vi lá o único disco que eu tenho dele, Metro linha 743. Sai da loja de discos, passei por uns gringos, e perguntei pro segurança se ia passar algum filme lá, ele me mostrou aonde era o lado do cinema no Paço. Olhei o cartaz, Filhas do Vento, A Fantástica Fábrica de Chocolate e O senhor das armas. Tava no horário da “Fábrica”, mas não quis assistir e O senhor das armas só ia passar 19:00. Sai de lá, já ia voltando p/ casa, mas aí resolvi dar um pulo no Cine Odeon p/ saber que filme estava passando. A Noiva Cadáver, paguei o ingresso e assisti. Gostei. Achei curto e tinham umas coisas lá que podiam ter sido melhor exploradas, mas faz rir e é um filme bonito. Depois, sai de lá fui pro Paço Imperial, mas ainda estava cedo p/ assistir O senhor das armas. Então voltei p/ Saraiva, ia ficar lá até 18:30 e depois assistir o filme, mas decidi que chegava de cinema, queria ficar com o filme da A Noiva Cadáver na cabeça, ao invés de mais um filme bélico norte-americano. Fiquei um tempo na Saraiva e comprei o disco que estou escutando agora, “Ontem já era” dos rappers Veiga & Salazar. Rap paulistano misturado com espanhol, tem umas bases legais e letras muito boas também e a participação do rapper de niterói De Leve. Hoje aluguei “Diários de Motocicleta”. Bem, tem cara de filme até eles perderem a moto “A poderosa”, no final ganha ares de documentário, mas mesmo não sendo um filme nota 10, a gente tem que parar depois p/ pensar que aquilo foi real, e como sempre um cara morreu pelo que acreditava. Gostaria de sempre ver bons homens vivendo dos bons ideais que acreditam e não sendo mortos por isso. Bem, o feriado acabou, mas a vida continua. “Ontem já era”.

4 Comments:

Anonymous nanda said...

oiii
ahhhh vim aki
dexar o meu rekdinhu ^^
nhaa te dolu moçu
*******=

9:50 PM  
Anonymous Nanda said...

Vim matar a saudade de vc seu moço muito sumido
Beijos te adoro

2:20 PM  
Anonymous Nanda said...

Gostei dos beijos demorados hehe...
Nos vemos hoje a noite?
Blogueiros?
Beijos

6:29 PM  
Anonymous Nanda said...

Amanha eu acordo as 7...pra fazer um vestiblar super importante...
Umas 21?
Beijos

8:10 PM  

Postar um comentário

<< Home