sexta-feira, maio 29, 2009

Escrito Maldito n.° 7

O fim não tem fim
by.Queiroz


Estou acordado, é muito tarde
Mas, ficar acordado sem vontade de dormir faz parte
De uma vida cujos rumos tortuosos são como as gotas
De chuva que caem na lâmpada do poste lá fora
Não há palavras, não há pensamentos novos,
Apenas lembranças
Crianças fãs de Mallu Magalhães, sonham em fugir com o circo
Picadeiro dos palhaços que a exemplo de Krusty fumam e não fazem rir
Alguns choram quando o time ganha, alguns riem quando o time perde
Alguns se perdem ao escrever poemas como eu nesse momento
Há aqueles cujo pensamento bom não vinga, mas há outros que põem fogo em Roma
Como Nero achando que é Coringa.
Morcegos seriam animais domésticos se vivêssemos na Transilvânia.
Até agora não falei nenhum nome de mulher serve Tânia.
E pode parecer besteira, mas se pesquisar no Google o primeiro nome que vem é Tânia Oliveira.
Devia falar de Hendrix, Dylan, Emerson Lake Palmer, Pink Floyd, Beatles e John Allman, mas o poema não tem tema, assim como hora de dormir para mim.
O fim não tem fim.

http://bit.ly/bgyRb

2 Comments:

Blogger Luma said...

O começo da música diz "Uma à uma, bombas-relógio venceram. Não são os segredos do governo que estão te deixando burro"
Coisas acontecem sucessivamente e sim, antes de dormir, os pensamentos surgem em flashes. Imagino que muita gente não se toca e fica por isso mesmo. A ignorância protege!! Bom fim de semana! Beijus

9:11 AM  
Anonymous QUEIROZ said...

"Some people think is aways wright, ô, ô". StroKes é muito bom, não é? Obrigado pela tradução da música Luma.

Beijos e ótimo final de semana.

12:49 AM  

Postar um comentário

<< Home